Ex-Alunos de Sucesso Allumè!

Por: Gabriel Ramos.

Iniciando a série ex-alunos, onde iremos contar um pouco da história de pessoas que passaram pela Allumè Escola de Fotografia e se tornaram ótimos fotógrafos, vamos contar a trajetória de alguém que gostou tanto da Allumè, que resolver ficar! Bruno Cavasotti, professor do time Allumè.

Bruno conheceu a Escola em 2017, quando fazia um curso de estética odontológica, forma de especialização da sua antiga profissão, cirurgião dentista. Nas primeiras aulas, os alunos tinham aulas de fotografia, para aprenderem a clicar os trabalhos feitos com os pacientes. E foi nestas aulas que Bruno conheceu não apenas a fotografia, mas também a Allumè.

Ao começar a aprender os princípios desta arte, como enquadramento e composição, Bruno começou a se encantar por aquele mundo. “A fotografia abriu os meus horizontes, e me fez perceber que existia uma coisa que eu podia trabalhar, podia fazer muito mais bem feito do que aquilo que eu já fazia, que eu podia trazer muito mai alegria para a vida das pessoas”, conta o fotógrafo.

Com o tempo, o dentista passou a dedicar cada vez menos tempo a antiga profissão para pensar em fontes de luz, enquadramentos e exposição. Atualmente, Bruno é fotógrafo em tempo integral, além é claro, de dar aulas do tema.

O Professor afirma, que entre as várias coisas que aprendeu com o curso de fotografia que fez, as duas principais são: 1° Fazer um bom trabalho, independente de qualquer condição. 2° Cultivar uma boa relação interpessoal, com todos, sejam professores, colegas fotógrafos ou clientes. Com essas duas dicas, ele diz que qualquer pessoa que almeja ser fotógrafo vai conseguir ter sucesso.

Bruno reforça: “Eu recomendaria a Allumè por que ali a gente opera de uma forma em que, já na primeira aula, nós passamos nossos números de telefone pessoais para os alunos, para realizar nosso papel de “assessores”. Mesmo que o aluno tenha um problema sábado, as 20h, ele pode chamar qualquer um dos professores, que nós vamos ajudar a resolver. A allumè é uma escola, mas também é uma família, o aluno vira nosso amigo”.